Recentemente, ocorreu a decisão do Tribunal de Juri do famoso caso, referente ao homicídio do “menino Bernardo”. Pudemos acompanhar o julgamento e a condenação daqueles então acusados.

Porém, não de Justiça vou falar aqui, mas sim, de justiça.

Com o coração partido por vivermos em uma sociedade onde diferencia esses conceitos, podemos ver nitidamente nesse caso citado, como dentre outros tantos que ocorrem por aí, o quanto a Justiça tarda e falha.

Uma condenação após o homicídio do menino, convenhamos, não acalenta nenhum coração, quando sabemos que o próprio menino de 11 anos, havia buscado auxílio das autoridades para proteger-se do pai e madrasta. Tendo tal auxílio vindo somente após seu homicídio.

E o pior, é que frequentemente as autoridades se burocratizam com inúmeros papéis, e requisitos, e afins, perdendo-se cada vez mais o senso de justiça, ao longo do tempo com a morosidade recorrente.

Principalmente, quando tratamos de Crianças.

Ao menos, como esperança para um mundo melhor, encontramos pessoas como a Juíza (Veja aqui:)que tem priorizado os casos de crianças e adolescentes.

Fica o desabafo, sempre na esperança de um futuro melhor!

COMPARTILHAR
Nathi Cristi
Nathi Cristi é mãe realizada e esposa apaixonada, advogada e empresária como profissão e blogueira e modelo fotográfica nos tempinhos de folga!

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS